THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES »

segunda-feira, dezembro 31, 2007

2007

Para mim e para muitos de nós foi o final de um ciclo. Terminei o curso, viajei, conheci outras culturas que terão muito a ensinar à portuguesa, vi um dos melhores concertos da minha vida e pude estar com quem mais queria..

Foi apesar de tudo um ano negro. A crise no Darfur continua por resolver. Milhares de pessoas continuam a morrer, e o impasse continua. O petróleo impera. A cimeira Europa Àfrica teve resultado zero. Só serviu para Khadafi montar a tenda, para Eduardo dos Santos vir rir-se na cara dos milhares de Angolanos que fugiram da miséria das àreas rurais de Angola e outros como Mugabe, que vieram comprar uns pantalons para o calor da savana..

Cá entre nós, assistimos à podridão do costume. Corrupção, tráfico de influências, e pasme-se: depois de ninguém saber que existia pedófilia agora ninguém sabia que claques, clubes de futebol, empresas de segurança e bares da noite estavam entrelacadinhos até ao tutano.

Maternidades fechadas, urgências, escolas, esquADRas a cair de podre, tribunais construidos de raiz sem condições para albergar julgamentos mediáticos. Autoestradas algargadas (a1) quando paralelamente se vai portajar uma auto estrada que têm o maior tráfego urbano da zona norte.

Também tivemos aspectos positivos: A música portuguesa está de parabéns. As iniciativas de solidariedade multiplicaram-se e bateram-se records a todos os niveis. Aprovou-se a legislação que despenaliza ( não deveria liberalizar) o aborto. Os projectos de energias renováveis multiplicam-se e tivemos mais qualidade de vida. A pouco ética e corporativista ordem dos advogados, tremeu e caiu com estrondo. Muitos gestores públicos foram banidos e premiaram-se aqueles que mostraram resultados.
Apresidência portuguesa tb não pode ser esquecida, porque os timmings foram todos controlados e tudo acabou por acontecer. A diplomacia portuguesa parece funcionar. Apenas dois reparos: ficou muito mal a Sócrates não dizer claramente duas coisas: a de que não vai fazer referendo mentindo mais uma vez, e por outro lado não reconhecer que foi a chanceler alemã que concertou e preparou o tratado na sua essencia.

Espero que em 2008 se discuta mais Europa através do referendo e God Bless America! Bush vai desta pra melhor e se os americanos forem desta vez informados dar-me-ão uma prenda, escolhendo a pacificadora Hillary ou o primeiro negro Para presidente. Qualquer um dos dois irá mudar o mundo que conhecemos, estou certo disso.

Que a sorte vos acompanhe!

Perfume - Entre Aspas

Que 2008 seja uma ponte para o futuro e não apenas o ano que antecede 2009!

Guardem os bons monentos como diz esta letra :)

sábado, dezembro 15, 2007

Tira as tuas conclusões :)

"A grande mudança prende-se com a entrada de Plutão em Capricórnio, onde ira permanecer até 2024, grandes transformações sociais, a nível de organizações politicas, estruturais.

Júpiter, o grande benéfico do Zodíaco, entra em Capricórnio em Dezembro 2007, assim os signos de Terra são os grandes beneficiados em 2008.

Capricórnio e Touro, têm um 2008 excelente.

Sorte, expansão, crescimento, êxito são as principais coordenadas.


Para o signo da Virgem, será um ano de colheita, mas as mudanças repentinas não agradam nada a estes nativos, que gostam de ter a sua vida organizada ao limite.

Os signos de Água aparecem em segundo lugar, Caranguejo, Escorpião e Peixes. Progresso repentino, oportunidades, o êxito favorece estes nativos em todos os aspectos.

Será um ano de grandes mudanças para os signos de Fogo, Carneiro, Leão e Sagitário, como posição mais favorecida será o Leão.

Renovação, inicio são palavras-chaves para estes signos, após dois anos de grandes limitações.

Os signos de Ar, Gémeos, Balança e Aquário,

Vão estar sob influência rígidas de Saturno, onde a prudência é necessária. Não será um ano de grandes êxitos, mas sim de reorganizar a vida."
Cristina Candeias

Lets go Party!

terça-feira, dezembro 11, 2007

É de abraço


sábado, dezembro 08, 2007

Vamos fumar um cacete?

segunda-feira, dezembro 03, 2007

Hoje sinto me assim...

sábado, dezembro 01, 2007

Preferia a de 1640 :)


1 DEZEMBRO 1640

A restauração da independência nasce do facto de termos perdido a soberania 60 anos antes com a morte do único neto legitimo de D João III. D. Sebastião, um rei jovem e aventureiro, habituado a ouvir as façanhas das cruzadas e histórias de conquistas além mar, quis conquistar o Norte de África em sua luta contra os mouros. Na batalha de Alcácer Quibir no Norte de África, os portugueses foram derrotados e D. Sebastião desapareceu. E os guerreiros diziam cada um a sua historia. O desaparecimento de D. Sebastião (1557-1578) na batalha de Alcácer-Quibir, apesar da sucessão do Cardeal D. Henrique (1578-1580), deu origem a uma crise dinástica.

Todos os fidalgos e nobres portugueses foram comprados para nas Cortes onde se iria decidir o novo Rei de Portugal, fosse escolhido Filipe II de ESpanha por ser o herdeiro mais próximo. A dinastia cedo distânciou-se daquilo que prometeu, e o povo portugues foi sendo ostracizado e marginalizado deixando a soberania sobre as colónias à mercê dos condes Espanhois.

D. João IV, por via paterna era trineto do rei Manuel I de Portugal, através da duquesa D. Catarina, A legitima sucessora de D. Sebastiao a par do prior do Crato. Quando em agosto de 1633 visitou o marquês de Ferreira em Évora, com seu irmão D. Alexandre, «a cidade acolheu-o com as marcas próprias de um soberano, na desejada antevisão de sua realeza». Adivinhava-se a revolta.

Em 1640, quando a classe média e aristocracia, descontentes com o domínio espanhol e com o reinado de Filipe IV de Espanha (III de Portugal), quiseram restaurar a independência, foi ele o escolhido para encabeçar a causa. João aceitou a responsabilidade com relutância, diz a lenda que incentivado sobretudo pela sua mulher Luísa de Gusmão. Luísa Gusmão era castelhana, mas apesar disso foi a maior defensora da causa Portuguesa e a principal entusiasta da tomada de poder do marido. Reza a história que disse um dia aos seus apoiantes: "melhor ser Rainha por um dia, do que duquesa toda a vida".

E assim foi. Na manha de 1 de Dezembro as tropas entram no Palácio das Necessidades e encarceraram a duquesa de Mântua, que regia o reino em nome de Filipe III e o seu secretário Portugues odiado pelo povo Miguel de Vasconcelos. Consta que ele foi atirado de uma das janelas do palácio borda fora... dava uma bela cena de filme!


No dia 15 de dezembro, fez-se o levantamento de D. João IV num teatro grande erguido no Terreiro do Paço, e o rei foi aclamado num cerimonial não suntuoso mas digno. Estava o monarca rodeado das novas dignidades da corte.O conde de Cantanhede, presidente do Senado, fez entrega ao rei das chaves de Lisboa durante o cortejo rumo à Sé.

E assim se fez a independência, foi numa manhã cinzenta como a de hoje... Cinzento fiquei tb quando li as capas dos jornais e não vi nenhuma menção ao significado do feriado de hoje. Basta pensar que o dia Nacional Frances ou Americano é comemorado exaustivamente..

quinta-feira, novembro 29, 2007

Dose Tripla

A FNAC está de mãos largas e tem para nosotros esta semana dose tripla:

Quarta: Slimmy

Quinta: Lou Rhodes (Lamb)

Sexta: Tiago Bettencourt (Toranja)

O primeiro concerto assisti mesmo por acaso. Foi excelente. Fiquei surpreendido porque apesar de a FNAC estar cheia a sala rebentava pelas costuras. O concerto foi muito electronico e não tao rock como o album. Gostei mais das musicas ao vivo do que no CD. Muito boas Bloodshot, Beatsound LoverBoy e Fire on Dem. No final convidou o público a ir pra cima do palco e cantou a última musica pela sala fora. Foi humilde e apesar de excentrico acho que vai longe.

Lou... foi a antitese do primeiro. Estava menos gente, quase tudo sentado como que de um concerto de casino se tratasse. O novo Cd está muito bom. Musicas calminhas, menos electronico que os Lamb, mas nao deixa de ter a sonoridade caracteristica da Rhodes. Literalmente bajulou o público com palavras em portugues e fez dois encores tamanhas eram as palmas.. Boa escolha para o Natal.

Tiago Bettencourt, vamos ver se não desilude :)

quarta-feira, novembro 28, 2007

A moda italiana :)

RTP e a GNR

Há coisas para as quais me pergunto em que raio de mapa vimos todos nós que Portugal é um país menbro há mais de 30 anos da Comunidade Europeia... A noticia de última hora já deixava pairar no ar, algo de insólito. E não me desiludiram.. Barricados Unplugged.
Os senhores e as senhoras barricaram-se no Min do Ambiente, vendo nisso uma forma de lutar pelos seus direitos. Num estado democrático onde se tomam decisões Polis visando a selecção de determinados comerciantes para seleccionar o tipo de pessoas que frequenta é duvidoso. Mas ainda assim poderiam ter indemnizado as pessoas que ficaram sem os locais de venda. Até ai tudo bem, os barricanços são um sinal do quão mal anda este pais às avessas com os impostos as reformas e as dividas sem ver mais nada.
Por falar em exemplo de serviço de televisão pública é interessante obter a declaraçao de um barricado pela portinhola da caixa de correio? Tinha de ser aquele fantástico jornalista que em tempos disse em directo na NTV o célebre "fodasse pra esta merda" em pleno noticiário... definitivamente só visto.
Mas a programaçao espectacular da RTP segue-se com a Reportagem dedicada aos deficientes. Mais um serviço público onde se detecta o pais de aparatos que nós somos. Então não é que o senhor na cadeira de rodas faz a volta a Portugal escoltado por dois carros da GNR e mais Duas motas só para sinalizar o facto de o senhor ir na berma da estrada!? Dão-lhe aguinha, dão lhe música pelo megafone só para aparecerem na TV como uma força de segurança preocupada. E o resto? São coniventes com o estacionamento em cima do passeio nos lugares reservados..
Adicionando estes senhores que andam a fazer zero, à dezena de policia de choque à porta do ministério do ambiente, se pode explicar como é que à falta de policia neste pais e assistimos às caixas multibanco a fazer skyjumping pela rua fora e o pessoal a jogar no Euroassaltos numa qualquer dependência bancária deste pais.

domingo, novembro 18, 2007

Descobrimentos

Estava eu a passear no Tubas e foi mais ou menos como se tivesse descoberto a India que afinal era a América... Há alguns anos achei, perdido num CD, uma música que provavelmente me gravaram por engano... Eu gostei, e fiquei convencido que era da Jewell. Andava a sacar todas as músicas e mais algumas e cheguei à conclusão que não tinha jeito nenhum para descobertas..

Ontem pesquisava Evanescense e Within Temptation ( sim estava a precisar de melancolia...) E descobri que a India era a América... qual Cristovão Colombo! As vozes são iguazinhas... e como era uma balada dos Within, passou muito bem disfarçada de Jewell.
Mas as aventuras não ficaram por aqui. Havia uma música de um anúncio a uma entidade bancária ( recuso-me a publicitá-la :P) mas nunca tinha ouvido o anúncio na rádio. Não. Não pensem que é o T2 do Ricardo Tavares, essa música devia ser censurada por Voltando ao achado, Ia eu todo ensonado para casa quando na grandiosa 97,5 ( pensei que fosse a Paivense FM :P) passou a dita música... mas pensei eu... como vou saber o nome dela? Não soube... a estonteante locutora fez questão de Às quatro da manhã agradar os ouvintes dizendo o nome da música que por sinal era uma das preferidas dela...

Cá vão os achados...





( não encontro a versão sem a cantora francesa a qual dispenso :P)

sexta-feira, novembro 16, 2007

Primeira Fornada







Bau das Recordações



Estava eu no Tubas e lembrei-me dos meus 16 anos... Deve ser das melhores definições da palavra livre que já ouvi até hoje :)

Estavam elas a dizer...

Saindo eu do meu atarefado trabalho, estava a fazer zapping no rádio e sintonizei a Antena 3, onde estavam a passar um debate com a Ana Bola e a Ana Galvão sobre os dramas dos jovens, e dos casais que ficam sem nada porque embarcam na conversa de ter casa e carro próprios.
Fiquei mesmo entretido a ouvi-las falar principalmente por terem experiência de vida. Concordei em pleno com elas. Os jovens vão todos na onda dos bancos de possuir uma casa a pagar em 40 anos quando, muita das vezes já não conseguirão chegar ao fim e dizer finalmente: isto é mesmo meu!
REalmente a matemática neste pais tem de ir muito mal. Um casal, metendo-se numa prestação de 120 a 150 contos, está votado ao destino. Nenhum Banco Central, vai deixar de aumentar taxas de juro para corrigir desvios económicos só porque num pais de capitalistas sem dinheiro para o serem, gostam todos de comprar casa. Subindo a taxa, sobe a prestação... 20 euros 50 euros... para muitos já vai em 180 200 contos...
Fazer um investimento a 30 ou 40 anos exije ter noção da realidade economica. Os empregos hoje em dia não são vitalicios. Os seguros e as taxas não são fixos. E os infortúnios também não são programados. Perante isto não é preferivel alugar por 80 ou 100 contos um apartamento?
Depois e acompanhando o raciocionio da Ana Bola, há casais que querem não só comprar uma casa, mas uma casa xpto, com assoalhadas de sobra boas àreas e acabamentos de qualidade. Por isso vão comprar no suburbio dos suburbios. E depois? Demoram duas horas a chegar a casa. Custa-me a crer que hajam pessoas a colocar o carro mais perto do emprego para apanharem menos transito de noite. Não posso entender como pessoas se levantam de madrugada para evitar filas de transito e percorrer uns quantos kilometros tudo pelo sonho de ser escravo do seu banco. Será que as pessoas não entendem donde provêm os lucros astronómicos dos bancos? Será dos PPR? Dos fundos de acções? Dos investimentos das empresas? Das comissões bancárias?
Fazendo as contas com a minha irmã por alto chegamos à conclusão que na primeira metade de pagamento de uma casa, pagamos mais de juros e comissões bancárias do que a amortização da casa. Só não faz contas quem não quer.
Ainda assim há o mito de que não existem casas para arrendar. Mentira. Os estudantes sabem isso melhor do que ninguém. E olhem que se procurarem bem e não pedirem apartamentos novos junto dos locais da moda, concerteza que arranjam um lugar cómodo e relaxado. E não precisam de ter um pai rico..

quinta-feira, novembro 08, 2007

Relax :P

Cardápio das Prendas


Tens dúvidas sobre a minha prenda? Não stresses tenho aqui a solução:

- Vais ao site a vida é bela, e escolhes lá um vale oferta com um dia num SPA assim bem longe com akelas massagens todas XPTO, assim banho de chocolate ou de argila, ou também aceito sugestões mais radicais tipo andar de balão ou de helicóptero..

- Ofereces me em conjunto com mais 50 amigos o IPode Touch me, já com muitas músicas ilegais sacadas e com acesso à Internet para eu poder actualizar o blog até no WC.

- Também tenho sempre uma solução mais agradável! Compras-me o Ipode no Parque Nascente, e eles oferecem-te dois bilhetinhos Ryanair de quatro cêntimos (tu pagas as taxas, os seguros, as malas e o check in e tudo o mais que a Ryanair inventar para te chular) e podemos escolher em qual dos suburbios dos suburbios ( não não repeti duas vezes..) de uma qualquer cidade europeia que desejar-mos! Prometo que te dou o bilhete de acompanhante!

- Mas se nada te ocorre, ou os teus rendimentos não permitem comprar uma coisa que vá de encontro àquilo que mereço LOL, então vens ao jantar e fazemos a festa!


segunda-feira, novembro 05, 2007

Ficando mais Velho..

Ficar mais velho é algo assustador.. Primeiro ficaram para trás os tempos de Escola. Os testes, as turmas grandes mas ao mesmo tempo cumplices, os "grupinhos", as profs curtidas, os profs incompetentes e os que tinham historias bem nices para cuscar.. Ficou para trás as aulas de cinquenta minutos, os testes que se estudavam de véspera porque tinhamos ficado o fim de semana na disco... Os mais incriveis copianços e artimanhas de se chegar ao resultado desejado... Os almoços, as saidas.. as aventuras dos intervalos... as tardes livres no Storia na Fnac no Di Roma... os stresses, os sonhos...
Na Faculdade muda tudo e não muda nada... mudam-se os personagens e aparece a mistica universitária.. as festas de arromba, as praxes, as viagens,os apontamentos vindos de todo o lado, todos os dias gente nova.. Aulas que iamos ou nao consoante a nossa avaliaçao dos profs, a tragédias dos primeiros exames, os chumbos, as tristezas, os milagres, os prémios, as injustiças, o tempo mais que livre, os cafés À tardinha os jantares de grupo... as tunas... o cortejo, a queima as semanas académicas, pessoas de cursos inimagináveis...
E eis que se termina. Será bom será mau? Temo que não seja. A idade agora passa muito mais depressa e só me convenço de uma coisa, se há que trabalhar então vamos gastar tudo a viajar e a gozar os momentos livres!
Alguns já partiram, outros ficaram, serão cada vez menos...àqueles mas àqueles que ficam, porque as amizades não foram feitas de bebedeiras e conveniencias pontuais mas sim de momentos de companheirismo, partilha e alegria... a esses o meu muito obrigado e continuarei a dar-vos o mesmo que dei sempre, mesmo que a distância e o tempo sejam obstáculos!

sexta-feira, novembro 02, 2007

No comments

segunda-feira, outubro 29, 2007

Outono Doce Outono




Fotos V. Pinto Madureira

La Presidente



A senadora Cristina Fernández de Kirchner, uma política de caráter forte e que gosta de ser considerada a Hillary Clinton argentina, encarna a continuidade de um modelo industrialista e social-democrata iniciado por seu marido, o presidente Néstor Kirchner.

Mulher impetuosa, altiva e autoritária, possui história de ativa militância política, iniciada na combativa Juventude Peronista nos anos 70 em La Plata (60 km ao sul de Buenos Aires), a cidade onde nasceu dentro de uma politizada família de classe média.

Admiradora de Eva Perón, mas sem o carisma e o compromisso com os sindicatos da segunda mulher de Juan Perón, Cristina, 54 anos, pretende ser a primeira mulher eleita para governar a Argentina por sua experiência política e sólida formação intelectual.

O legado do marido

Se a projeção da economia argentina tende para o agravamento das dificuldades, a fotografia exibe um sucesso, maior que o do Brasil no governo Lula. Segundo o jornal conservador La Nación, a pobreza veio de 54% para 23% em quatro anos e meio de seu governo. A taxa de desemprego desabou de 17,8% para 7,7%, menor que no Brasil, e a iliteracia, de 27,7% para 8,2%. O salário médio cresceu 89,4%.

O consumo nos supermercados aumentou 50%. O PIB se expande à taxa de 8% ao ano. As exportações este ano vão superar US$ 50 biliões, o que deixa um superávite vital para um país que foi à moratória de sua dívida externa em 2001.

A vitória

Ganhamos por larga vantagem", "mas os resultados, longe de nos colocarem numa posição de privilégio, colocam-nos perante maiores responsabilidades e obrigações", afirmou Cristina Kirchner, numa altura em que estavam contados quatro quintos dos boletins, mas em que os resultados já lhe permitiam antever a sua eleição. Kirchner contava com 44% dos votos, contra 23% da sua opositora Elisa Carrio e 17% de Roberto Lavagna. As regras eleitorais argentinas, estabelecem que para ser eleito à primeira volta um candidato precisa de obter 45% dos votos ou 40% e uma vantagem igual ou superior a 10% dos outros candidatos.

A eleição não causou no entanto grandes manifestações de entusiasmo entre a generalidade dos argentinos. Os observadores políticos pensam que a vitória de Cristina Kirchner não irá trazer grandes reformas políticas e sociais

"Recortes"

Ranking das Escolas

Uma vez mais, foi publicado o ranking das melhores escolas. Mas tudo na mesma... ou quase. O governo diz que os rankings não são oficiais ai e tal ta a ver... o interior é desfavorecido desprovido de condições e ostracizado... as escolas da periferia são influênciadas pelo nivel social das pessoas... ah e tal as escolas do centro das cidades estão sem condições de funcionar por serem antigas etc etc.. A oposição inova. O Bloco diagnosticou o problema. As melhores privadas são as escolas das freirinhas financiada pela Opus Dei e pela extrema direita. Brilhante. Trotsky deve tar a dar voltas no tumulo pelos herdeiros do trotskismo que nos deixou.
Os de extrema direita andam ai aos montes, são podres de ricos e andam a fazer beneficiencia escolar.. a Opus Dei que todos os Portugueses conhecem também anda ai às escondidas congeminadas com as freirinhas para fazerem boas escolas e formarem extremistas católicos... Poupem-me.

1 Colégio de Nossa Senhora da Boavista Vila Real 14,7 21
2 Colégio Luso-Francês Porto 13,9 198
3 Colégio de Santa Doroteia Lisboa 13,9 242
4 Colégio São João de Brito Lisboa 13,8 232
5 Externato Horizonte Porto 13,8 18
6 Esc. Sec. Infanta D. Maria Coimbra 13,6 517
7 Conserv. Música Calouste Gulbenkian - Braga Braga 13,3 8
8 Colégio Nossa Senhora do Rosário Porto 13,2 293
9 Colégio São José do Ramalhão Sintra 13 50
10 Colégio Nossa Senhora da Bonança V. Nova de Gaia 12,9 99
11 Esc. Salesiana Santo António (Estoril) Cascais 12,9 321
12 Externato Marista de Lisboa Lisboa 12,8 330
13 Colégio Rainha Santa Isabel Coimbra 12,7 259
14 Academia de Música de Santa Cecília Lisboa 12,6 71
15 Colégio de Manuel Bernardes Lisboa 12,5 165
16 Colégio do Amor de Deus Cascais 12,5 164
17 Instituto de Odivelas Loures 12,4 79
18 Colégio Maristas de Carcavelos Cascais 12,3 189
19 Colégio Moderno Lisboa 12,2 300
20 Esc. Sec. Aurélia de Sousa Porto 12,2 358
78 Externato Ribadouro Porto 11 1573
600 escolas - média - número de alunos propostos a exame

Para os meus coleguinhas do Externato Ribadouro, digamos que ter uma média de 11 nos exames é meritório apesar de tudo senão vejamos: metade dos alunos que lá andam querem subir matemática e quimica/fisica que tradicionalmente puxam a média para baixo. Depois só a nossa antiga escola têm mais alunos a fazer exame do que as 10 primeiras do ranking juntas. Claro que há aqui um dado que conta e muito! É que segundo outro ranking, a diferença entre o coeficiente interno e a nota de exame foi de 4,5 valores o que é demasiado. Medias de 16,4 valores do secundário é desprestigiante é bem me lembro que no 12º eram 12 turmas de ciencias e as restantes 4 de artes, economia e humanidades. Ora os nossos candidatos aos cursos de saúde inflaccionam claramente a nota interna. Já os coitados de economia e humanidades levavam no pêlo porque não precisavam de 19´s :P

O fim do subsidio à UCP

Foi com espanto que ouvi o reitor não sei das quantas dizer que o Estado não ia pagar mais os 300 mil contos que todos os anos contribuia para que a Universidade Católica. Então o iluminado disse: "Lamentamos não poder continuar a defender um princípio que sempre foi nosso de que ninguém deixava de estudar na Universidade Católica por ausência de meios económicos. Sem este apoio dificilmente vamos poder continuar a manter este princípio”
A estes é que o Bloco não critica... deve ser porque tem medo que os lixem nas sondagens :P

Já todos sabem que não vou dizer maravilhas da Católica porque é um curso concorrente ao meu. Até tenho pessoas a estagiar comigo que são tão ou mais capazes do que eu para desempenhar funções, mas de certo modo nunca entendi muito bem os subsidios que o Estado dá. Porque se o episcopado tem sete milhões de contos para construir uma basilica não devem precisar de uns miseros 300 mil contos para funcionar...
Por outro lado, não percebo onde está a missão Católica senão nos estudantes que a instituição recebe dos PALOPs.
Vamos ser directos, de Católica apenas tem as cruzes nas paredes porque os valores católicos não devem estar muito traduzidos na ostentação do luxo, da leviandade e da futilidade de que muitos (não todos) levam a sua vida.

A ideia que eu tenho da instituição é a de que claramente não precisa de subsidio nenhum já se fazem pagar inacreditavelmente, e por outro lado, apenas usam uma associação religiosa, quando não é mais do que uma cooperativa de ensino que usando da sua boa qualidade, vira-se estritamente para a lógica do lucro fácil à custa de algumas carteiras abonadas e prontas a militar neste negócio do ensino.

terça-feira, outubro 23, 2007

MAKING HAPPY ENDINGS HAPPEN

sábado, outubro 20, 2007

O segredo de Fátima

Adoro quando os grandes perdem... mas o Porto perde com classe... em casa nunca :P
Lúcia sabia-o, mas nunca quis revelar. Nem ao "papa" quis revelar. Esse maldito segredo, essa profecia inaudivel, essa certeza adiada, esse milagre fere lentamente os grandes...

Esse segredo, desvenda-se: O Fátima vai ganhar a taça da Liga limpando o sebo ao papa ao orelhas e a tudo o mais que se sobrepuser.. Será a glória divina

PS: "papa": substantivo sinónimo de apito salgado, bobi e tareco

Vivam os autores nacionais!



Aqui há uns tempos, havia um sentimento de que a música nacional era preterida nas rádios, nos meios de comunicação social. Certamente, ainda somos fustigados por fenónemos de má qualidade aos quais não ficamos alheios mas, os autores nacionais estão sem dúvida na moda.... Que o digam os fãs de David Fonseca que ontem encheram e vibraram o concerto que a nossa querida Gamobar nos deu.. da montra final só faltou mesmo o carrão e os caramelos :)

A leitora do principado premiada, o oferente faltoso e eu fizemos a festa pois claro. O palco fazia inveja a muitas queimas e concertos avulso por esse Porto fora. Os ecrãs gigantes eram altamente, e a ideia de colocar cãmaras em frente aos musicos da banda estava muito bem pensada... Foi Superstars a abrir e a fechar, houve tempo para encore e tudo... Até o bilhete era giro!

Há uma semana atrás nova oferta dos Clã, apresentando o novo album e novavenchente... o album convenceu-me, Tira a Teima tem tudo para ser hit e outras músicas mais calmas e como de costume com letras muito enriquecidas. Os Clã estão menos abrasivos e mais "beleza conceptual" onde já ouvi isto? :)

quinta-feira, outubro 18, 2007

Scolari e o Makukula

Não.Isto não éo titulo de uma anedota... O primeiro apontamento interessante é que sem o cromo do brasileiro a selecção venceu os dois jogos ( dois jogos seguidos foi obra!). Realmente, com Arménias e os paises de Leste os qualquer coisa istão, dificil mesmo é perceber como é que uma selecção com jogadores do Manchester, Barcelona, Juventus, Lyon, Real Madrid etc etc se consegue empatar com equipas de paises de terceiro mundo, sem condições para praticar um qualquer desporto, onde o nivel competitivo é fraquinho...
Este seleccionador, agora em part time, devia ter colocado o seu lugar à disposição depois da cena vergonhosa que fez. Só não o fez por duas razões: é estupido mas não é burro... é que com 35 mil contos só um burro se punha a andar. Mas como acima dele tem outro (Madail) que ainda é mais inoperante, só assim se justifica que após o Euro 2004 não o tenham mandado recambiado com uma reforma de luxo. Alguns de vocês devem pensar, já está ele a descascar em cima do pobre coitado. Mas não podemos deixar que alguém que não faz um trabalho extraordinário ( e mesmo que o fizesse!)levar um tão elevado salário, quando temos miseráveis a receber 345 euros por mês. Para loucuras já basta termos estádios novos, vazios, com clubes da segunda divisão, e inteirinhos por pagar (imagine-se que o Boavista ainda anda às esmolas para pagar a sua remodelação).

Makukula. Estava de férias, chegou,viu e fez aquilo que lhe competia. Não foi marcar golo, mas sim honrar a camisola. Porque é na juventude e concedendo oportunidades como foi concedida a Ronaldo ou a Quaresma que a selecção vai em frente. Porque em jogadores como Deco ou Simão que já têm a sua carreira mais que feita, não são eles que vão dar tudo em campo..

Ganhe-se os dois jogos, rejuvenesça-se a selecção e que venha o Carlos Queiroz ou o Manuel josé!

Lindo :)



By the way... Depois de clã ao vivo... sabem quem vai ver o concerto super vip do David Fonseca na sexta? Moi je... e tenho um convite duplo quem será o sortudo/sortuda? Será um leitor certamente!

segunda-feira, outubro 15, 2007

Clã - Tira a teima




Se um dia me aproximar de ti
Não penses que é só um flirt
Não julgues que é um filme
Que já viste em qualquer parte
Pensa bem antes de agires
Evita ser imprudente
Faz a carta do meu signo
E vê à lupa o ascendente
Tem cuidado e tira a teima
Vê aquilo que sou


Tem cuidado e tira a teima
Que sou tu não sonhas ao que venho
Não sabes do que sou capaz
Eu dou tudo quanto tenho
Não funciono a meio gás
Vem sentar-te à minha frente
E diz-me o que vês em mim
Não respondas já a quente
Pondera antes de dizer sim


Tem cuidado e tira a teima
Porque aquilo que sou fere, rasga e queima
Tem cuidado e tira a teima
Porque aquilo que sou fere, rasga e queima
Diz-me diz-me se vês o granito
Onde a cidade, os grandes temas
Diz-me se vês o amor infinito
Ou somente um par de algemas

Tem cuidado e tira a teima
Vê aquilo que sou
Tem cuidado e tira a teima
Vê aquilo que sou



Não gosto especialmente da musicalidade deste novo trabalho dos Clã, não tem aquele flow aquela batida poderosa, mas a letra está qualquer coisa de... genial :)


Porque há quem goste de pensar, falar, comentar, criticar e julgar.. antes de decidires..TIRA A TEIMA, VÊ AQUILO QUE SOU!!!

Leonardo da Vinci



Mostra abre ao público no Pavilhão Rosa Mota de amanhã até 27 de Janeiro
É a maior exposição jamais apresentada sobre Leonardo Da Vinci, para muitos o símbolo máximo da genialidade. Integra dezenas de "máquinas" em tamanho real, construídas por especialistas europeus a partir de desenhos do artista, e reproduções de pinturas (incluindo as 10 mais famosas), também nas dimensões originais, assim como cópias de manuscritos, esboços, anotações e outros registos.

A escolha do título, Leonardo Da Vinci - O Génio, deve-se ao facto de o principal propósito da exposição, segundo o seu comissário, mestre José Rodrigues, ser "dar às pessoas uma ideia da dimensão genial daquele indivíduo". Volantes, sistemas de rolamentos de esferas e molas espirais dividem o espaço interior do pavilhão com vários modelos (bicicleta, escavadeira, perfurador, carro de auto-tracção, pontes móveis), artefactos bélicos (catapulta, canhões, tanques), projectos aquáticos (equipamentos de respiração, escafandros, até mesmo um submarino) e inventos aéreos (pára-quedas, deltaplano ou a famosa "máquina voadora").

Transitando de Florença, a exposição, cujos direitos para Portugal foram adquiridos pela Grafinvest à An-thropos Foundation - e que tem um orçamento a rondar os 700 mil euros -, organiza-se no espaço em diversos segmentos temáticos, de que "Estudos Anatómicos", "O Homem Vitruviano" ou "Instrumentos Musicais e Ópticos" são apenas exemplos.
in JN

domingo, outubro 07, 2007

Gimme More Bitch!

sábado, outubro 06, 2007

Olha eles!

quinta-feira, outubro 04, 2007

Sugestão de Fim de Semana

terça-feira, outubro 02, 2007

O hit do Momento

sábado, setembro 29, 2007

É do Norte!

Fico satisfeito, mais pela saida de Mendes do que pela vitória de Menezes. O PSD foi a todos os niveis degradante com Marques Mendes como lider. Foi Lisboa, foram os debates insipidos e sem combate nenhum, foram as caras do "mais do mesmo" que Mendes apresentou. A verdade é que só o governo apresentou propostas, medidas e a oposição limitou-se a fazer "bota abaixo", sem projectos alternativos. Só podemos assacar isso devido à sua responsabilidade a Marques Mendes.
Quanto a Menezes, gostava de perceber se a colagem a Santana Lopes em 2005, foi apenas estratégica ou se é também de conteudos e ideais. Gostaria de não o ver falar demais, nomeadamente alinhar em derivas populistas. É importante perceber primeiro o que vai fazer em relaçao ao seu mandato autarquico. Seria importante para ele sair a bem, e evitar cometer os erros que Narciso Miranda ou Fernando Gomes fizeram quando foram seduzidos pelo poder central. Fico sobretudo satisfeito, por ver alguem do poder local do Norte ganhar notoriedade a nivel nacional, na medida em que assistimos a um grande distanciamento entre o poder central e o poder local. Este último é aquele que está mais perto dos cidadãos, e por via disso, o povo percebe muito mais a obra de Menezes na sua rua, no seu transporte, na escola para os filhos, ou nos tempos de lazer. Não vou expor a obra de Menezes porque a melhor prova disso é que Gaia ombreia com o Porto em termos de equipamentos, acessibilidades e ganha naturalmente na habitação.

Mas ter experiência local não basta. Para contrariar este governo, há que sobretudo contrariar Sócrates, porque está bom de se ver que é ele e mais 2 a 3 ministros que impulsionam o programa de governo (fazendo o que está e o que não está nele). Apesar de avanços em algumas àreas, ninguém percebe o que se passa com a educação e com a justiça deste pais. A saúde está cada vez mais cara, as listas de espera desesperam, continuam a sair milhares de professores para o desemprego sem cortar os numerus clausus no ensino superior, deixam privadas inundar o mercado de diplomados, fecham-se escolas atrás de escolas, oferecem-se estágios profissionais a empresas que depois nao integram os jovens e mandam-nos para a rua indo buscar mais estagiários. Foi isto que os Portugueses escolheram? Aumento do IVA ISP e dos impostos autarquicos? Agricultura em letargia? Câmaras sem dinheiro para fazer face a compromissos básicos? Criminosos a sair da prisão preventiva? Salas de chuto paredes meias com zonas residÊnciais? Não me vou alongar mais.

Quero de Menezes aquilo que os portugueses necessitam. Uma oposição combativa, que apresente propostas e esteja presente nos momentos criticos. Uma oposição que seja de convergência quando as iniciativas são realmente úteis, não fazendo show off por pura politiquisse. Queremos caras novas, com ideias e dinamismo. Que se corra com os barões porque esses não estão para fazer nada, apenas estão na fila de espera para um cargo do tipo presidêncial ou corta fitas.

Por último e não menos importante é a questão da CMG. Daquilo que pude depreender, O seu vice, irá ser o novo presidente. Não me deixa saudade nenhuma quando Marco António era presidente da distrital. Aqueles discursos fanfarrões "do eu faço e aconteço" tornaram-no mais igual a um politico politiqueiro. A sua cambalhota de Valongo para Gaia percebe-se facilmente: Em Valongo ele sabia que não tinha grandes hipóteses pois deduzo que quando este actual presidente se deixar de candidatar a população escolherá alguém do PS. Ora vai dai, salta para Gaia fazendo de bombeiro de Menezes. No congresso de Pombal, como Menezes perdeu, este ficou como vice esperando por uma nova oportunidade, eis que ela surgiu.

Quanto ao Porto, e não me alongando mais, espero que Rui Rio se entenda com Menezes, porque esse entendimento só pode ter frutos positivos para as aspirações da cidade e dos portuenses.
PS: Quando Menezes vier cá votar toda a gente vai conhecer Nevogilde! LOL

sexta-feira, setembro 28, 2007

Santana volta estás perdoado :)

quinta-feira, setembro 27, 2007

01, 03, 12, 15 e 50 + 01 e 06

Se acredita em estatísticas e quer ter mais probabilidades de ganhar sexta-feira os 130 milhões de euros do sorteio de aniversário do Euromilhões, deve escolher os números 01, 03, 12, 15 e 50 e evitar o 46, o único que saiu menos de dez vezes desde 2004.

De acordo com as estatísticas da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e tendo em conta os números que mais vezes foram sorteados desde o primeiro sorteio, em 2004, a "chave ideal" seria composta pelos números 01, 03, 12, 15 e 50.

As estrelas, seguindo o mesmo raciocínio, seriam o 01 e o 06.

Dos cinco números sorteados semanalmente, os que saíram mais vezes foram o número 50 (saiu 29 vezes), o 01 (saiu 28 vezes), o 03 (saiu 27 vezes), o 12 (foi sorteado 25 vezes) e o 15 (sorteado 24 vezes só em 2007).

Já os números "malditos", são o 46 (saiu sete vezes), o 20, 22 e 28 (que sairam 12 vezes cada)

Quanto às estrelas, tendo em conta a mesma estatística, o número 06 saiu 50 vezes e a estrela com o número 01 foi 48 vezes sorteada.

O número 04 foi a estrela que menos vezes saiu (30 vezes).
O principado dá milhões :)

Dou 12 valores


Actores: John Cusack, Samuel L. Jackson, Mary McCormack, Tony Shalhoub

Resumo: “Autor de livros paranormais, Mike Enslin está determinado a pesquisar um famoso quarto de hotel número 1408, em Nova York, onde há rumores de fenomenos sobrenaturais. Para tal ele deve-se hospedar no tal quarto. A sua ideia, claro, é provar que todas as história sobre o local não passam de mitos. Mas o escritor jamais viverá um terror como aquele.”

quarta-feira, setembro 26, 2007

Toca a Ganhar



Realmente... eu acho que ela tem jeito para o tipo de formato... mas tenho dúvidas que os noctivagos ganhem sono com os decotes dela :P

terça-feira, setembro 25, 2007

domingo, setembro 23, 2007

Eis o Eléctrico

Desde que escrevi o meu último post, fico satisfeito por ver o assunto mais debatido e com algumas sugestões interessantes. Em relação à sua gratuitidade, (o povo português adora tudo o que é brinde e tudo o que é grátis...) não considero que isso vá acontecer. Primeiro porque os STCP e a Câmara não andam a fazer caridade dado o avultado investimento, tal como veio publicado no Primeiro de Janeiro:

"(...) a STCP investiu cerca de 700 mil euros. Porém, segundo uma fonte da empresa, o investimento total entre 1998 e 2006 no sistema de tracção eléctrica (intervenções na via, carris e aparelhos de via, catenária e obras complementares) ronda os 11 milhões de euros"

Assim sendo, quem tem passe usufrui gratuitamente do eléctrico, quem não tem, paga como que de um serviço normal se tratasse. Depois, se pensarmos numa lógica concertada de promoção turística, não faria sentido nada cobrar ao turista. Por um lado, temos o benefício de complementar o cartaz turístico, por outro ainda que menos notório, servirá para pequenas deslocações na Baixa.

Mas não nos esqueçamos que há um prejuízo inerente à circulação rodoviária, pois para além de autocarros, camionetas e automóveis, vamos ter mais uns quantos eléctricos a percorrer as apertadas ruas da Baixa. Isto já para não imaginar "o filme" que vai ser quando o eléctrico começar a "empancar" o trânsito devido aos carros mal estacionados...
Apenas para vos dar um exemplo, o eléctrico turístico de Barcelona, em tudo similar ao do Porto, percorre meia dúzia de ruas, fazendo a ligação entre os autocarros turísticos e um funicular turístico. Por esses dez minutos de "passeio" pagamos 2,5€ ida e 3,70€ ida e volta.


Também foi levemente tocado de novo o assunto do eléctrico na Boavista. Fazendo a ligação deste assunto com a possibilidade de existir um canal para metro na malfadada Av. Nun'Álvares, sou da opinião que deveria existir um eléctrico rápido que ligasse a Boavista à zona Ocidental da cidade passando pelas zonas residenciais e Faculdades. O investimento seria substancialmente menor, ficavam todos satisfeitos pois teriam mais um transporte público para se deslocar, e o contribuinte, esse sim ficaria muito agradecido. Um exemplo possível será o da Avenida Diagonal em Barcelona que "rasga" a cidade de uma ponta à outra, e possui no seu canal central uma linha de eléctrico rápido. A cidade tem as suas linhas de metro, e isso não a impede de ter uma linha de eléctrico certa para as especificidades de uma Avenida extensa, e com vários cruzamentos.


Por último reforçaria algumas sugestões:
- Já que falamos no eléctrico, entendo que muitos de nós gostariamos de ver o Museu do Autocarro, uma vez que temos modelos tão antigos que fizeram parte da nossa vida e de outros mais velhos. Alguns destes autocarros encontram-se no Museu do Carro Eléctrico literalmente encostados e a apodrecer.
- Seria positivo a retirada dos carris das ruas de onde não se prevê que eles voltem a circular, nomeadamente na Foz do Douro e em Nevogilde. Para além de serem desconfortáveis para os automobilistas são muito perigosos em dias de chuva.
- Seria simpático se os STCP decorassem como deve ser os seus eléctricos, quanto mais não seja para promover a marca Porto, coisa que eu acho que muitos responsáveis políticos ainda precisam levar umas noções de Marketing...Afinal é de simples contributos que se faz uma participação cívica.
publicado por mim em http://www.porto.taf.net/dp/

sábado, setembro 22, 2007

Sugestões de Fim de Semana

Tomar café: No "Rádio"na alfândega

Dar uma espreitadela: Nas duas dezenas de galerias da rua Miguel Bombarda voltam a organizar, mais uma «Festa das Artes», com a inauguração em simultâneo de exposições de fotografia, pintura e escultura.

O evento cultural, que gera grande animação na zona, conhecida como «Soho» portuense, realiza-se sete vezes por ano, sempre aos sábados, e conta com a adesão de um elevado número de galerias de arte com temáticas e artistas diferentes

Ir à noite: Consulta o baresdoporto.com

O novo clube de Mourinho

O novo clube de Mourinho é o dos podres de ricos! Estima-se que a indemnização a receber será de 20 a 25 milhões de euros, o que o leva mesmo a dizer " Estou numa Boa!".

Pudera, com uma indemnização destas eu não estava na boa, eu estava no paraiso! Quanto ao facto de ele não querer vir para Portugal, eu não posso estar mais de acordo... Para quê Portugal? Primeiro curte a Europa e quando estiver na reforma vem a Portugal!

E Scolari? Achou injusta o castigo da UEFA... " ai eu achei muito pesado o castigo... o outro arruaceiro só levou dois jogos..." Mas que raio... então ele não é treinador? Não deveria dar o exemplo? Não éque o jogador possa andar ao bofetão e o treinador não, mas... o treinador deve ser a imagem de unidade e responsabilidade de uma equipa!

Nunca escondi não ser apreciador deste treinador. Por outro lado, não será mau de todo ele não se sentar no banco... com as indicações tácticas que ele introduz a meio dos jogos e sobretudo com as substituições patéticas... bom mesmo é ele não se sentar no banco!

Carlos Queiroz e Manuel José voltem estão perdoados!

sexta-feira, setembro 21, 2007

O blog foi fazer um pilling

Como os mais assiduos devem ter reparado, o blog andou a travestir-se na última semana. Ora de preto, ora de branco, ora sem coisissima nenhuma, lá me entendi com os senhores de blogspotelândia para me colocarem o nosso principado como deve ser.

Foi feita uma limpeza de uma ponta à outra. O blog está mais simples e funcional, menos pesado sendo que ainda não percebi muito bem o que lhe vou fazer. Ao longo destes meses percebi que tinha mais leitores do que o circulo de blogeiros adstrito aqui à malta. Por isso, gostaria de ter mais feed-back nomeadamente comentários, porque apesar de saber que todos os dias dezenas o lêem, isso não basta.

Pensei em criar posts rotativos, e localiza-los semanalmente, mas não vale a pena porque sei que não vou cumprir... Mas vai continuar a ser mais do mesmo. Tanto falarei de televisão, como de politica, ou colocarei uma letra ou um video. Sei que o pessoal gosta das graçolas e das coisas engraçadas mas para comereres a sobremesa tens de comer por vezes o peixinho e a sopa :)

Já vai longo o discurso, apenas gostava de pedir desculpas por esta deriva editorial (k bem!) e pedir-vos mais participação..

Que o principado esteja convosco!

quarta-feira, setembro 19, 2007

segunda-feira, setembro 10, 2007

Com Piropos me matas

Os melhores piropos...

Diz-me o teu nome para eu te pedir ao pai natal...

Andaste na tropa? É que já marchavas..

Se me deres a mão, dou-te todo o meu corpo..

Não tenho carro, mas contigo ao lado andava sempre com uma bomba..

Se beleza desse cadeia apanharias prisão perpétua..

Acreditas em amor à primeira vista ou tenho que passar por aqui mais uma vez?~

Um dia pensei Levar-te no meu coraçãoMas depois topei Que era muita areia para o meu camião...

Se cozinhares tão bem como andas... não me importo de comer restos a vida toda!

És tão doce que só de olhar para ti engordo..

O teu pai é terrorista? É que e saiste-me cá uma bomba


Censurados...

Tens um cú que parece uma cebola! É de comer e chorar por mais!

Quem me dera ser um gelado para me chupares até ao pau!!

Maravilha Maravilha era primeiro a mãe e depois a filha! ( desespero total..)













domingo, setembro 09, 2007





Jorge Palma domina a primeira noite, que integrará, igualmente, os Souls of Fire, Orangotang e o Dj Miguel Rendeiro.

Na segunda, haverá lugar para os The Gift, Cool Hipnoise, Nigga Poison e os Dj’s Mark Voxx e Mr. Tribe. Todos os concertos decorrerão das 20h00 às 4h00, no Parque da Cidade, o local escolhido, há dois anos, para a instalação do palco.

sábado, setembro 08, 2007

From Catalunya with Love Ending






No último dia fomos até ao Teatro Nacional da Catalunha e fomos ver mais de perto um dos edificios mais altos que tem forma de pepino... passamos igualmente pelo Arco do Triunfo, pela Plaza Catalunya e outros sitios mais...


Depois Girona e... só vos posso dizer que a noite é um espectáculo o Porto Olimpico, soberbo e só quero voltar!

From Catalunya with Love 2nd Episode






Dia 3

Era dia de viajar no autocarro panorâmico. Nos próximos dois dias, iriamos fazer todos os percursos em autocarros semelhantes aos cabriolet amarelos que temos no Porto... e acreditem que vale bem o dinheiro gasto!
Acordar cedo é sempre complicado mas não há nada como levantar debaixo de um calor abrasador e arrumar as troixas e por-mo-nos a andar! Rumo ao Parque Guel, a primeira atracção turistica que basicamente é um parque do género Jardins do Palácio só que com uma arquitectura e um arrojo da autoria de Gaudi, seja nas esculturas, nos mosaicos, nas faxadas etc.. É um lugar priveligiado para termos uma vista ampla sobre Barcelona, e que vista!
Após uma longa caminhada, visitamos a Casa Guel, que não vale o dinheiro que custa, porque é mesmo uma casa! Para quem gosta de moveis e quadros antigos talvez tivesse valido a pena... fica a recordação.

A manhã já ia longa, por isso tinhamos de apanhar de novo o autocarro e ir em direcção ao Palau Real o qual à tugas vimos a fachada :) Porque o que nos queriamos ver de facto era O Palau BlauGrana! Foi fantastico, só choro as fotos que perdemos porque tiramos tantas e tão cómicas que valeu bem a pena o bilhete. Ele foi no relvado, nas bancadas, na tribuna nos balneários, sentados na sala de imprensa, no museu com a Marilyn Monroe, com o Pelé... o Museu estava soberbo...
Avançamos mais uma casa. Passamos pela famosa Avenida Diagonal que corta Barcelona de uma ponta à outra com 12 faixas de rodagem e metro no meio... dá para imaginar? Avenidas esplendorosas, praças majestosas, comércio de Rua... sim PK NAO EXISTEM SHOPPINGS MINHA GENTE :)

Fomos até Tibidabo, é mais um ponto alto onde é possivel andar de electrico e de furnicular sempre a subir até vermos uma zona mais clássica e menos cosmopolita onde no alto do monte temos uma igreja onde se pode subir até ao telhado e ai sim, vê se Barcelona do sitio maisl alto possivel e as fotos são fantásticas... O mais cómico é que nesse mesmo alto, ao lado da igreja há um parque de diversões... estranho não?
Talvez a parte mais bonita terá sido o Parque olímpico de Montjuic. Noutro ponto da cidade, entramos pelas portas de Veneza. Uma larga avenida onde não há prédios, não há carros há apenas museus e cultura de um lado e de outro, e subindo uma grande escadaria aparece-nos mais um palácio onde reside o Museu Nacional de Arte Clássica. Atrás deste, aparece o Parque Montjuic... é só verde, respira-se saúde..
Entre as principais atracções temos a Torre Calatrava, O Estádio Olimpico, O Palácio dos Desportos e um conjunto de cascatas de àgua muito engraçado..

Depois descendo do Parque Montjuic desce-se uma colina passando pelo porto de Cruzeiros e a zona mais ,maritima da cidade onde vemos os teleféricos a passar mesmo por cima de nós... Mas o destino já estava marcado... iamos para o Aquário!



Dia 4

Por entre praças e Avenidas fomos até à Casa Batló, que incrivelmente foi o Museu mais caro que tivemos de pagar... 16 euros! É uma casa surreal, onde mais uma vez a arquitectura troca-nos a volta de tudo o que possamos imaginar. São as formas, as cores e a funcionalidade de cada ideia original... Era uma visão futurista de uma habitação no inicio do Século XX com contornos estranhos e enigmáticos. O melhor de tudo é o terraço onde tem curiosidades para se ver e uma pequena sala onde se conjugam os elementos naturais cujo efeito é só visto...
Las Ramblas: Uma avenida cheia de gente, com comércio, atracções turisticas, mercados, pequenas lojas... é uma verdadeira arca de noé... Tb gostei... ( já estou farto de escrever lol)


Last but not the least o Museu Picasso. Enfiado numa ruela tipica da baixa Catalã, bem parecida com as ruas da Ribeira... Estendia-se uma fila enorme para entrar no Museu. E valia a pena! O museu conta a historia artistica de Picasso, desde os seus primeiros quadros, até ao periodo do Cubismo e Surrealismo que o caracteriza e o celebrizou mais. Á medida que visitamos o Museu, vamos gostando cada vez mais das salas porque os quadros crescem em beleza e complexidade..
Não vimos a exposição toda pk fomos chamados a socorrer um incêndio :P Infelizmente, neste tipo de cidades turisticas os assaltos são frequentes e calhou-nos a nós. Mas tudo correu bem!

segunda-feira, agosto 20, 2007

From Catalunya with Love



Dia 1 - Aeroporto Sá Carneiro
Ia experimentar a famosa linha fantasma do metro... carregadas as malas, lá entrei nele e senti logo o ar das férias a invadir o espaço..eram malas espalhadas por todo o lado!
A viagem foi rápida, sem grandes percalços. O metro faz, realmente, muito jeito para os estudantes, porque por apenas 1,10 euros pus me prontinho para embarcar no aeroporto..
Depois da confraternização, chegara a hora de fazer o check-in e fazer as últimas ( e dispendiosas) compras antes de embarcar.. Lá fora esperava-nos um avião, mas não era um qualquer... era um Boeing 737 igual ao que se incendiou em Taiwan! lol :P
Na Ryanair, nada é barato, aliás barato deve ser mesmo só os guardanapos que mais parecem roubados do wc. Um café 2,8 euros até no Majestic seria mais barato, ainda para mais desinsabido.. A viagem foi rápida, sem turbulência, apenas deu para colocar a conversa em dia. O melhor mesmo, foi quando no meio da risota de despeja literalmente um café nas calças do vizinho... lindo foi ele estar a dormir e só ter topado quando acordou... mas a prova de que o café não valia um chasso é que nem nódoa deixou. Deixou isso sim, duas caras envergonhadas e a fazer de conta que dormiam para não se desmancharem a rir...

Dia 2: Sagrada Chulisse
Acordamos tarde. Mais parecia um sanatório. Ninguém queria acordar, estavamos a pagar para dormir numa cama cujas dúvidas sobre a sua limpeza eram mais que muitas! Realmente os Espanhois não prima muito pela limpeza, mas o apartamento era cá um estrondo... Arejado, espaçoso, uma varanda enorme e um decor todo IKEA... Santa Susyférias!

Era altura de sacar das munições, tudo o que fosse mapas e fotos seriam necessários para encontrarmos a tal Sagrada Familia... Quando lá chegamos, percebemos como era majestosa. E careira! Tiramos fotos e fotos, mas todas as fotos seriam impossiveis para retratar a grandiosidade. Lá bem no alto, tremiamos de medo, enquanto elas riam-se nas nossas caras. Por de entre corredores estreitos, lá percorremos as sinuosas e decalcadas torres da Sagrada Familia. Será uma igreja? Será um monumento? É muito mais que isso, não é nenhum culto religioso, é sim um tributo à arte em que o motivo são os valores católicos da época.
Paragem obrigatória é nos Recuerdos... lindos, de tudo para todos os gostos, mas quanta chulisse! Ali percebemos claramente, que o dinheiro que traziamos era insuficiente, pois em Barcelona é mais assim: tragas o que trouxeres, o dificil é saber onde gastar!


Depois seguimos até ao Arco do Triunfo... o quê? Mas isso não é em Paris? DEveria ser... mas aprendam uma coisa, os Espanhoois gostam muito de "imitar"... do que me pude aperceber tb têm um World Trade Center e umas Torres de Veneza que essas sim, são mesmo uma cópia.
O Arco do Triunfo fica numa avenida bem arejada, ampla, sentes-te pequeno no meio das àrvores. No Arco do Triunfo passeiam-se pessoas de todo o tipo, jovens velhos mulheres de veu, malabaristas, hippies italianos, marroquinos, equatorianos... de tudo um pouco. Como é tão diferente cá...
Mais adiante, atravessando a avenida, entramos noutro jardim amplo, com edificios antigos, museus por sinal... pertencentes à longinqua exposição universal de 1888... De repente avistamos um coche, um noivo, uma noiva... e uma cena tirada de um filme! Passeiam-se os dois, puxados por dois cavalos brancos, pela Avenida fora, ouvindo businas de parabenização... Foi realmente surreal!
A caminhada levou-nos ao passeio maritimo.. um sem fim de restaurantes ladeados com iates, barcos à vela, skaters, jogging, casas antigas e barzinhos entrelaçados por ruelas fazendo lembrar a ribeira... mágico!
Contados os trocos o nosso campeonato era mesmo o do Mcdonalds, por isso fomos procurar por um, esperar nas filas... e aguentar!
Após o demorado jantar descobrimos um divertimento à nossa medida: um esqueleto esférico ao ar livre onde poderiamos fazer todo o tipo de piruetas e cambalhotas ajudados por uns elásticos que nos davam a sensação de liberdade total... os primeiros saltos foram medonhos, mas no fim já estava ali a dar piruetas de 5 metros de altura como se nada fosse!
Procuramos por discotecas in... mas apenas encontramos barzinhos, por isso encostamos na boxe do Marguerita Blue... era um espaço nice e cool...
Mas já era tarde, e para primeiro dia estava muito bom!

Red Bule

Red Bull Air Race World Series
"F1 dos céus" encanta mais de um milhão
Em cada etapa da Red Bull Air Race sucedem-se os banhos de multidão. Desta vez, as margens do Danúbio - bem no coração de Budapeste - foram pequenas para receber mais de um milhão de espectadores. Portugal é o destino que se segue.

Pelo quarto ano consecutivo, Budapeste parou literalmente para ver a Red Bull Air Race World Series. Depois de Abu Dhabi, do Rio de Janeiro (Brasil), Monument Valley (EUA), Istambul (Turquia), Interlaken (Suíça) e Londres (Grã-Bretanha) a sétima etapa deste inédito mundial de corridas aéreas transformou por um fim-de-semana a capital húngara. Coincidindo com o feriado mais importante do país - o dia da independência - a festa foi uma constante ao longo das amplas margens do Rio Danúbio. No total, mais de um milhão de espectadores disseram presente - mantendo assim num patamar elevado a adesão do público a este novo conceito desportivo.

Ao longo de um percurso com cerca de dois quilómetros de extensão, os treze pilotos participantes nesta verdadeira Fórmula 1 dos céus deram espectáculo numa impressionante luta contra o tempo. Velocidade pura e sobretudo muita precisão foram as qualidades mais valiosas para vencer um desafio composto por uma sequência de quinze obstáculos (pórticos). Uma performance que começava logo após a passagem por baixo de uma das mais famosas pontes da cidade - a Ponte das Correntes - a escassos centímetros da linha de água!

A competição está ao rubro, numa altura em que se começam a desenhar os reais candidatos ao título deste ano da Red Bull Air Race World Series. O piloto local, Peter Besenyei, tudo fez para não desiludir a multidão de fãs que torceu por ele corrida após corrida. No entanto, foi impotente para travar os ases norte-americanos Kirby Chambliss e Mike Mangold, respectivamente o campeão em título e o primeiro a vencer uma edição da Air Race. Com o terceiro lugar do britânico Paul Bonhomme e a vitória de Mike - um veterano a Força Aérea norte - a liderança do campeonato sofre uma reviravolta que é sem dúvida um bom prenúncio para a etapa portuguesa que aí vem! Mangold passou para a frente, mas tem apenas um ponto de vantagem sobre Bonhomme - piloto que reparte o seu tempo entre a competição e os comandos de um enorme 747 da British Airways.

Com Budapeste para trás, o “circo” da “F1 dos céus” tem já um novo destino na sua mira: as águas do rio Douro entre o Porto e Vila Nova de Gaia. A contagem decrescente já começou.


Calendário 2007
01 - Abu Dhabi [Emiratos Árabes Unidos] 06 Abril
02 - Rio de Janeiro [Brasil] 21 Abril
03 - Monument Valley [EUA] 12 Maio
04 - Istambul [Turquia] 02 Junho
05 - Interlaken [Suíça] 15 Julho
06 - Londres [Reino Unido] 29 Julho
07 - Budapeste [Hungria] 20 Agosto
08 - Porto [Portugal] 01 Setembro
09 - San Diego [EUA] 22 Setembro
10 - Perth [Austrália] 04 Novembro
In:infodesporto

sexta-feira, agosto 17, 2007

Como eu perdi 10 euros

domingo, agosto 05, 2007

Sabes qual é o preço desta montra final?

Autocolantes com história

"A jóia da coroa é um autocolante de 1976 da APU cujo símbolo inicial escolhido era igual ao do Movimento Democrático de Libertação de Portugal e que seria cortado para que o símbolo ficasse imperceptível", contou Jorge Silva.

Da colecção fazem parte autocolantes produzidos por partidos, sindicatos, associações de estudantes, desenhos da prisão de Álvaro Cunhal, murais pintados, entre outros.

Na opinião de Jorge Silva, muitas das pessoas que visitam o blogue e que lá deixam comentários fazem-no por revivalismo.

"As pessoas que viveram intensamente aquele período visitam o blogue e contam as suas histórias de vida. É como que uma espécie de álbum de família", disse.

O link está do lado direito... viagem ao passado e divirtam-se!


Houve dois que eu não resisti colocar aqui, e vejamos porquê:

No primeiro, se votassemos no homem dava segurança... O Sá Carneiro que o diga!

No segundo... bem a piada é óbvia.. será que o comboio sabe para onde vai? :)

Petição de Apoio

Convido-vos a ler a petição de apoio e a assinar o respectivo, em favor daqueles que têm opiniões diferentes e não querem ser enxuvalhados e enxotados só porque não são papistas


http://www.petitiononline.com/Dalila/petition.html

sábado, agosto 04, 2007

A despedida

Magic Keane!



Pressenti, ouvi dizer, fiquei atento, comprei, tentei esquecer, esperei, exasperei, imaginei e... foi uma ganda noite!

Não ia com grandes expectativas. O concerto que eles deram no Live Earth foi a todos os níveis muito mau. Os videos do Youtube eram a premonição de algo que não ia ser correspondente ao estúdio, mas esqueçam tudo façam erase pk foi realmente bom!

A espera foi longa. Imaginem um ambiente de Queima. Só que com gente que se sabe comportar. Fãns ansiosos mas nem por isso histéricos, grupos de amigos e amigas, alguns pais e filhos, casais de namorados, e umas cotas que tb têm direito!

A fila essa... descia a circunvalação passava a rotunda e ia mais ou menos até ao edificio transparente... Demorou mas não custo muito... afinal a banda de abertura ia tocando e era menos uma desgraça que se ouvia...

Os fãns de Keane são reconhecidamente boas pessoas. Os seguranças praticamente n~
ao revistaram ninguém e deixavam entrar bebidas maquinas fotográficas câmaras... tudo mesmo!

De repente, começa o concerto. Eu acertei na música de abertura... a experiência destas coisas dizia-me que ia ser uma acustica e foi mesmo... Era uma atrás da outra, nem dava para descansar! Era a Bend and Break, A Everybodys Changing, The Last Time, Is it any wonder... era a loucura, foi como um orgásmo continuo (meninos e meninas púdicas abstenham-se de comentar!)...

Depois de um pequeno video de intervalo, la voltaram para mais e mais: Bad Dream BedShaped, Crystal Ball, Your Eyes Open, Nothing in My Way ´chegava a tal ponto em que nem dava para respirar que a música seguinte era ainda melhor que a anterior...

Pronto, tudo isto só para vos dizer que PERDERAM UM GRANDE CONCERTO!




Isto foi no Brazil, em breve vai haver videos e fotos...

quinta-feira, agosto 02, 2007

Anda tudo a dormir!

O Porto está a tornar-se uma cidade violenta, mas ninguém quer saber. É assaltos em pleno dia, armas a circular sem qualquer pejo, droga à descarada e muitos ajustes de contas. Após ler uma reportagem, considero interessantes algumas coisas para que tenham noção:

"Durante o interrogatório, a ‘vítima’, o segurança José Manuel, calmo e seguro, não se mostrou minimamente colaborante com a Acusação e nem por uma vez se voltou para trás, onde António Quicanga, um angolano imenso de 39 anos, ex-pugilista do Boavista, também segurança na noite portuense, sentado no banco dos réus, só dava mostras de estar preocupado com o aspecto da biqueira dos seus sapatos
(...)
O advogado de Defesa escrevinhava distraidamente num papel já sem espaço para muitos mais desenhos de espirais e lançava furtivas espreitadelas para ler a expressão do juiz presidente do colectivo; o procurador recostava-se na cadeira, derrotado, subitamente recordado de que os óculos estavam embaciados, passando a limpar cuidadosamente as lentes.
(...)

. O ex-pugilista ouviu a leitura do acórdão poucas semanas depois, concretamente no passado dia 17 de Julho, ficando a saber que fora condenado a 18 meses de prisão, suspensos por dois anos. O juiz, resignado – “juram falso, assim é impossível fazer Justiça”, desabafou a dada altura –, recordou que as contradições e falta de colaboração das testemunhas não permitiram provar em tribunal que os tiros que o arguido confessou ter disparado com a sua pistola 7,65 mm tinham a intenção de causar a morte.
(...)
A Polícia Judiciária admite que se trate de mais um episódio de uma guerra entre grupos cujo mais recente episódio ocorreu no River Caffé, no dia 7 deste mês. Nessa madrugada desencadeou-se um tiroteio no interior daquele bar da marginal do Porto, que se estendeu para a via pública. Foram alvejadas três pessoas, um casal de clientes que nada tinha a ver com o caso e um outro homem, baleado no abdómen


Um jovem de 18 anos, Tiago, travou-se de razões com um indivíduo no interior do bar. Para resolver a questão em definitivo foi ao carro buscar a pistola. O oponente esperou-o, desafiador, à porta. O jovem já regressava quando dois amigos o tentaram agarrar. Tiago disparou um tiro para o ar. Uma segunda bala entrou na câmara e um segundo tiro atingiu no peito Igor, de 21 anos. Morreu em segundos.

Trata-se de miúdos dos bairros do Cerco do Porto, de S. Roque e outros da vizinhança. Estão ligados ao tráfico de droga e constituem grupos que gostam de exibir o seu ‘machismo’ de pacotilha em imitações baratas de filmes série B, de onde bebem o sentido de vingança mas desprezam o de justiça. Estes são os líderes da zona, vão sofisticando os métodos, passam dos furtos para assaltos à mão armada, carjacking, ataques a casais de namorados.

Os mais fracos ficam pelo consumo da droga que pagam com furtos, passando os dias pateticamente sentados nas escadas do bairro, de olhos vidrados postos num futuro que termina dentro de poucas horas, quando vem a ressaca.
(...)
Margot Larose, mãe de Diogo Kohler, continua a exigir à Justiça a punição dos dois homens que mataram o seu único filho, de 23 anos, à pancada, numa confeitaria da Foz, em 2004. Foi ali que dois conhecidos seguranças decidiram ajustar contas com Diogo, que nos últimos dias dava sinais de intranquilidade. “Íamos para o Algarve passar uns dias pois eu percebi que ele andava a ser pressionado por alguém”, recordou ontem ao CM a mãe de Diogo. Em julgamento, um dos suspeitos foi absolvido e outro condenado a três anos prisão com pena suspensa por quatro. O caso vai subir à Relação pois Margot não se conforma. Esta semana espalhou cartazes pela cidade, lembrando a sua dor e o sentimento de que a Justiça ainda está por cumprir. "
in CM

E lembrem-se sempre disto: Alguns bares mais ‘problemáticos’ estão conotados com a lavagem de dinheiro da droga, mas a tendência actual é a de criar stands de automóveis. E alguns de vocês conhecem um ou outro caso, de pessoas que vivem da noite e fazem de conta que estudam... etc etc..

Por isso, não basta estar longe destes locais. É necessário estar bem atento, porque com sorte isto pode passar mesmo ao vosso lado..

terça-feira, julho 24, 2007

CSI by JIM CARREY

segunda-feira, julho 16, 2007

E ainda o rescaldo

"Nada de expectativas muito amplas. Costa foi o número dois num Governo que tem praticado malfeitorias inomináveis. Não acredito neste PS, porque não interpreta os valores da Esquerda: deixou de possuir imperativos morais, convicções, decência e projectos alternativos. Eis porque não foi a Esquerda que ganhou a Câmara."

Batista Bastos DN

Samba de Verão

Foi um verdadeiro samba, aquele que vimos hoje. Não,não foi os eleitores que fugiram para a praia. Não. Não foi a data propícia a férias. Não. Não foi a má qualidade dos candidatos ( estão dentro da média normal). O verdadeiro samba foi os velhotes que vieram de férias de cabeceiras de basto para encherem a entrada vazia da estrondosa vitória de Costa. O samba foi o PC falar em vitória quando perde mais 2%. O samba é vermos Louça no estilo corrosivo sonhar com a revolução trotskista caviar. O samba é vermos Paulo Portas chateado por não ter um vereadorzinho. Esqueceu-se que em 2001 nem aqueceu o lugar. O samba foi de Mendes, que vai sambar dali pra fora pk está mais que visto que oposição fraca em governo de maioria absoluta dá muito, muito mau resultado. Carmona foi o último a rir e riu melhor. Não só não sai pela porta pequena, como obriga PS e PSD a engoli-lo e a mostrar mais uma vez que os partidos criam personalidades mas não terminam com elas.
Roseta, protagonizou a verdadeira vingança. É uma "sapa" que Socrates tem de engolir. Disponibilizou-se para protagonizar uma unidade de esquerda. Mas o seu perfil pouco amigo dos negócios imobiliários e o seu espirito de critica das reformas sociais, fizeram dela personna non gratta.
E assim temos a nova Lisboa. Mais dividida que nunca. Ninguém pode dizer que ganhou. 29,5% não é vitória aqui nem em sitio algum, para o número dois do governo esperar-se-ia um resultado na casa dos trinta e muitos. Como um comentador disse: "se com o melhor ministro não dá 30%, então não imaginemos o que seria com uma segunda escolha". Do lado das perdas, está mais uma vez a direita. E parece que está a gostar de aquecer o lugar. Do lado do CDS, está verdadeiramente moribundo. Precisa de um novo presidente, uma nova atitude e sobretudo precisa urgentemente de afastar aqueles que fazem dele o partido engraçadinho em que um estalo aqui e um empurrao ali é a divina comédia do costume. Precisa de renovar gente e abrir mentalidades, porque ser de direita não é ser retrogado, é ser liberal, aberto à mudança, inovador, reformista evitando fúrias anti globalização, e ser contra tudo, esse papel deixem-no para as esquerdas.
Já para o PSD, adivinha-se um Verão onde Santanetes, fantasmas, candidatos putativos e muitas cabeças a rolar... A CML só antecipou a coisa. Ta visto que Mendes foi a lebre, aquele que tinha de fazer a travessia do deserto, para lançar uma figura capaz de se opor tenazmente as politicas do governo apresentando caras e projectos claros de divergência significativa. Mas se isto fosse o quem é quem, faltariam peças porque ninguém quer ir a jogo. Menezes claro, esse vai. Gaia está feita, e ele sabe que o seu prazo de validade está a passar. Ou dá o salto agora ou nunca. Agora a grande incógnita é quem vai romper a unidade para protagonizar a 3ª via: não vou sitar nomes. Apenas pk todos eles sabem que quem for a jogo agora dificilmente tira Sócrates do lugar. O que está perfeitamente ao alcance é retirar a maioria a Socrates, o que por sua vez colocaria este numa posiçao nunca antes vista em Portugal.
Pela via esquerda, a musica é outra. O BE anda em bicos dos pés para não perder força. Mas o ciclo quanto a mim, está na decadÊncia. O fenónemo do fresquinho, jovial e irreverente já deu o que tinha a dar. No PC, a coisa vai indo mais ou menos estagnada, sem grandes oscilações, mas não conseguirão de modo algum incomodar o governo. O verdadeiro incomodo são mesmo os dissidentes. Eles terão uma palavra a dizer em 2009. A sua força eleitoral está cientificamente comprovada.. se o governo continuar no seguimento de politicas inflexiveis, com comportamentos agressivos e altivos, tipicos de maiorias absolutas, irão dar motivos a dissidentes para se intitularem como os representantes da esquerda social e solidária.
Brevemente veremos os próximos capitulos...

sábado, junho 30, 2007

Tele Vendas

Pois bem, a Cicarelli já tem boa solução!

terça-feira, junho 26, 2007

Musicol



O casco já estava na reserva, temos de atestar..

Esqueço-me sempre de fazer o indice..

1 - Klaxons - Golden Skans

2 - Peter Bjorn - Young Folks

segunda-feira, junho 25, 2007

São João





Fotos retiradas de www.baixadoporto.blogspot.com ou blogs adjacentes

São João é festa, folia e muita cor. É a maior noite do ano e também a mais representativa do Porto. E como não poderia deixar de ser, com um foguetório à maneira! No que toca ao último, gostei mais do Ano Novo, pareceu-me mais vistoso e intenso, mas a ideia da dispersão deste também foi engraçada!


Há uns anos atrás...

Era eu miúdo e o São João começava nos Aliados e subia-se pela Batalha ou pela Avenida da Ponte, por essas ruas fora até às Fontainhas. Era engraçado ver-se como se vê hoje as bancas improvisadas, o cheiro a sardinha e o colorido das decorações. A indecisão passava mesmo pela doçaria das tendas improvisadas ou pela romaria às farturas...

Chegados aos Guindais, era descer as ruas que davam acesso às Fontainhas, onde nos esperava carroceis que nunca mais acabavam. Havia praticamente de tudo, desde o moche improvisado ao pregão do "Mais uma fichinha mais uma volta..."


Depois de percorrer a custo os carroceis, invertia-se o sentido e do alto dos muros das Fontainhas, tudo se abeirava para ver o fogo, que antes era na Ponte, para ver um espectáculo na primeira fila! Depois havia que reabastecer, normalmente nas casinhas da avozinha do amigo de a ou de b, que generosamente nos deixavam beber e comer à pala claro..


Depois era à escolha do freguês: Alfandega, Ribeira, Massarelos, Fluvial, Foz ou Jardim do CAlém, era andar até mais não poder...


Hoje em dia muita coisa mudou, mas o espirito é o mesmo! E o colorido também!